314422 836376 836376 245057 314422
 
  • jorgecaixote

Crónica. primavera de 2017

Os dois turistas-informadores vigiavam as escadas da praia enquanto na zona as viúvas predizem o futuro, apanhando algum Sol. No restaurante os boémios burgueses comem a sobremesa. As nuvens vêm de Sul anunciando chuva e as ondas quebram direitas enrolando a areia.

Um incauto desconhecido, piza o território de apertada segurança de informação tentando apanhar um pouco de Sol na sua forma indígena.

Os dois turistas-informadores anotam todos os movimentos do intruso naquele mundo apenas para mulheres grávidas. Os seus nervos levam-nos a ter de intervir a qualquer momento. Um sinal é emitido pelo comunicador para uma central onde entram todas as informações do referido serviço. Toda a estrutura estatal baseia-se na enorme rede de turistas-informadores.

Toda a nação se baseia economicamente na subsistência da informação e em viúvas reformadas. Apenas a função pública preenchida com gnomos-bruxos e mulheres emancipadas, manipula os homens que ainda lutam pela sobrevivência.

Qualquer ato de consumo aleatório é condenado pelos serviços de saúde e policiais. Os robôs contêm a informação sobre todos os fugitivos implícitos, é uma questão de tempo a sua eliminação para a conceção da futura existência humana.

Os turistas-informadores contribuem assim para a global informação dos robôs para o futuro de novas gerações amorfas, primitivistas e animais.

Serão todos inocentes, sem fisionomia de caracter. Beberão apenas água e comerão carne de porco, não terão qualquer vício e a humanidade no local retro-perdido, escassa sofrendo de obesidade, sobreviverá.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O plano de outra entidade

Os inimigos da pátria, Álvaro Cunhal e Mário Soares conseguiram os seus intentos, o comunismo em Portugal. Os lugares de Estado ocupados por residentes desses partidos manipulam os dados, tornando fal

 
314422