314422 836376 836376 245057 314422
 
  • jorgecaixote

Na praça de touros do Campo Pequeno tomam iniciativa os The Black Crowes a 14 de novembro


Os Black Crowes provocaram polêmica novamente,

mas desta vez os Robinson Brothers não são os culpados. O grupo reativado, e o atual tema da capa do Relix, se manifestou publicamente contra a revista Maxim por publicar uma resenha de seu novo álbum, Warpaint, sem realmente ouvir o disco. Em uma jogada estranha, o grupo se recusou a enviar cópias avançadas da Warpaint para a imprensa, levando Maxim a rever o álbum com base em um palpite. Abaixo, The Crowes responde ao escândalo: Como uma revista pode revisar um álbum inteiro – e atribuir uma classificação em estrelas a ele – sem ouvir o álbum? Caso em questão: a revisão de Warpaint – o novo álbum de THE BLACK CROWES – na edição de março da revista Maxim. O escritor – que não ouviu o álbum desde que os CDs avançados não foram disponibilizados – escreveu o que parece ser uma avaliação depreciativa de qualquer maneira, alegando que não deixou Chris Robinson e a turma muito espaço para crescimento. Incrivelmente, a revista atribuiu ao álbum uma classificação de duas estrelas e meia – embora nem o escritor nem o editor pudessem ter ouvido mais de uma música (o single Goodbye Daughters of the Revolution). Quando procurou uma explicação, a revista descreveu a resenha como uma prévia de palpite. Hã? Pete Angelus, gerente do Black Crowes, diz que as ações de Maxim parecem não ter integridade jornalística e enganar intencionalmente seus leitores. Quando confrontados com o fato de nunca terem ouvido o álbum que estão reivindicando ‘rever em sua seção de música – com uma classificação por estrelas, pelo menos’ – tentam explicar que foi um ‘palpite’. Em uma correspondência por e-mail, Maxim foi para dizer: é claro, sempre preferimos ouvir música, mas às vezes há álbuns grandes que não queremos ignorar que não estão disponíveis para ouvir, e foi o que aconteceu com o Crowes. É uma prévia do palpite ou uma cobertura, portanto, nesse caso, escolhemos a primeira. Angelus continuou, fala diretamente da falta de credibilidade das publicações. Na minha opinião, é uma desgraça para as artes, o jornalismo, a crítica, a publicação em si e o público. O que vem a seguir: resenhas de shows de Maxim sobre shows que eles nunca assistiram, resenhas de livros de livros nunca lidas e resenhas de filmes de filmes nunca vistas?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O plano de outra entidade

Os inimigos da pátria, Álvaro Cunhal e Mário Soares conseguiram os seus intentos, o comunismo em Portugal. Os lugares de Estado ocupados por residentes desses partidos manipulam os dados, tornando fal

 
314422