314422 836376 836376 245057 314422
 
  • jorgecaixote

O predicador The predicator

Version:1.0 StartHTML:000000283 EndHTML:000191227 StartFragment:000019032 EndFragment:000191195 StartSelection:000019032 EndSelection:000191195 SourceURL:https://www.rtp.pt/noticias/pais/eurodeputado-do-psd-alvaro-amaro-entre-os-nove-acusados-de-prevaricacao-em-ppp_n1231149

Eurodeputado do PSD Álvaro Amaro entre os nove acusados de prevaricação em PPP

RTP

Toggle Menu

  1. Notícias

  2. Desporto

  3. Televisão

  4. Rádio

  5. RTPPlay

  6. ZigZag

  7. Arquivos

  8. +

  9. Rede RTP

  10. RTP Ensina

  11. Museu RTP

  12. Newsletters RTP

  13. Academia RTP

  14. RTP Arena

  15. Extra

  16. RTP Lab

  17. RTP: Nosso Futuro

  18. Aplicações móveis

  19. RTP Play

  20. RTP Notícias

  21. Zig Zag Play

  22. RTP Arquivos

  23. RTP Palco

  24. #EstudoEmCasa

  25. A empresa

  26. Contactos

  27. Candidaturas Espontâneas

  28. Organograma

  29. RTP+

  30. Provedor do Telespetador

  31. Informação Financeira

  32. Contrato de concessão do serviço público de Rádio e de Televisão

  33. Consulta de Conteúdos Cinematográficos

  34. Provedor do Ouvinte

  35. Sandbox RTP

  36. Institucional

  37. Identidade gráfica

  38. Apoios e Parcerias

  39. Anunciar

  40. Aplicações móveis

  41. Concursos

  42. Perguntas frequentes

  43. Contactos

  44. RGPD

  45. Gestão das definições de Cookies

Pesquisar

Found %s Results

Em diretoCovid-19. Acompanhe aqui as últimas informações sobre a pandemia no país e no mundo

Notícias

  1. País

  2. Mundo

  3. Política

  4. Economia

  5. Cultura

  6. Vídeos

  7. Áudios

  8. Covid-19

  9. |

  10. RTP Desporto

ok Covid-19

  1. Direto

  2. Mapa do Vírus em Portugal

  3. Mapa do Vírus no Mundo

  4. Informações úteis

ok

  1. ÁREAS

  2. Notícias

  3. Desporto

  4. Açores

  5. Madeira

  6. SECÇÕES

  7. País

  8. Mundo

  9. Política

  10. Economia

  11. Cultura

  12. Vídeos

  13. Áudios

  14. Covid-19

  15. Imagem do dia

  16. Galerias

  17. Infografias

  18. ESPECIAIS

  19. Eleições Legislativas 2019

  20. RTP Europa

  21. EM DIRETO

  22. RTP3

  23. Antena1

  24. NEWSLETTERS

  25. O Essencial

  26. O Essencial da Manhã

Instale a app RTP Notícias

Apple Store
Apple Store
Google Play
Google Play

SIGA-NOSPolítica de privacidadeTermos e condiçõesContactos© RTP, Rádio e Televisão de Portugal 2020País14 min.

Eurodeputado do PSD Álvaro Amaro entre os nove acusados de prevaricação em PPP

17 min. por Lusa

Quer partilhar este artigo?

cancelar

O eurodeputado do PSD, Álvaro Amaro, é um dos nove acusados pelo Ministério Público de participar num esquema de parcerias público-privadas (PPP), sendo suspeito da prática do crime de prevaricação quando foi presidente da Câmara de Gouveia. VER MAIS

O Ministério Público (MP) anunciou na quinta-feira que deduziu acusação contra nove arguidos que são suspeitos da prática de crimes de corrupção, prevaricação de titular de cargo político, branqueamento de capitais e participação económica em negócio, num esquema de PPP alegadamente lesivo para as contas dos municípios de Trancoso, Alcobaça, Sabugal e Gouveia, entre 2007 e 2011.

Entre os nove arguidos, estão Álvaro Amaro, na altura presidente da Câmara de Gouveia, o atual vice-presidente da Câmara de Alcobaça, Hermínio Rodrigues, e o atual presidente da Câmara de Gouveia, Luís Tadeu Marques (na altura vice-presidente daquela autarquia), refere a acusação a que a agência Lusa teve acesso.

Para estes três arguidos, por se manterem a exercer funções políticas, o Ministério Público pede a perda de mandato.

Segundo o Ministério Público, a MRG – Manuel Rodrigues Gouveia, empresa de construção civil sediada em Seia, decidiu apostar nas PPP com autarquias, tendo o apoio de uma outra empresa com larga experiência neste modelo de negócios.

O MP refere que as duas empresas, de forma concertada, propunham uma solução de “chave na mão” aos municípios, construindo as obras desejadas por estes através de uma empresa veículo (composta por capitais mistos – públicos e privados), recebendo depois dos municípios uma renda mensal pelo uso dos equipamentos construídos.

De acordo com a acusação, a MRG definia procedimentos de concursos públicos e os projetos de deliberação dos municípios.

A MRG dispunha de informação privilegiada relativamente aos procedimentos concursais, que seriam desenhados a pensar nas próprias características da empresa, referiu o MP.

No caso da Câmara de Gouveia, a MRG apresentou uma proposta de PPP com o objetivo de requalificar o mercado municipal e zona adjacente, um projeto de requalificação urbana da zona de Belinos e a infraestruturação da zona industrial das Amarantes.

No entanto, sem qualquer financiamento bancário, as obras acabaram por não avançar, sendo que as despesas alegadas pela MRG até à extinção da sociedade de capitais mistos não chegaram a ser pagas.

Porém, apesar de a PPP no caso de Gouveia não se ter materializado em obras realizadas, o MP salienta que os dois autarcas – Álvaro Amaro e Luís Tadeu Marques – não fizeram qualquer avaliação dos custos diretos e indiretos da parceria e tinham “intenção de obtenção de benefícios para os próprios” e para a empresa MRG.

Já no caso de Trancoso, a situação foi diferente, nota o Ministério Público.

Naquele município, a PPP entre autarquia e MRG levou à construção de três equipamentos – campo da feira, Centro Cultural de Vila Franca das Naves e central de camionagem – registando-se um encargo de 23,6 milhões de euros por 24 anos em rendas mensais que o município tem de pagar à empresa de construção civil.

Neste caso, o MP contabilizou uma vantagem patrimonial ilícita de pelo menos 3,6 milhões de euros por parte da empresa de construção civil.

Além disso, o na altura presidente da autarquia, Júlio Sarmento, é acusado de ter recebido cerca de 560 mil euros por parte da MRG, a partir de uma empresa da sua sogra, acusa o MP.

A Câmara de Trancoso já anunciou que vai constituir-se assistente no processo judicial e vai pedir uma indemnização pelo prejuízo que teve na construção de três obras, contra o ex-presidente como também contra a MRG, “procurando ser ressarcida da diferença entre o valor que resultou da auditoria [às obras construídas na parceria público-privada] e aquele que foi pago ao construtor [no valor de nove milhões de euros]”.

Em Alcobaça, a MRG terá obtido uma vantagem patrimonial ilícita de pelo menos um milhão de euros, registando rendas no valor global de 63 milhões de euros no âmbito da PPP ao longo de quase 24 anos, refere a acusação.

No Sabugal, tal como em Gouveia, a PPP não chegou a ir avante, depois de a sociedade de capitais mistos ter sido dissolvida e liquidada.

O responsável pela MRG, Fernando Gouveia, é acusado de quatro crimes de prevaricação de titular de cargo político, dois crimes de participação económica em negócio, um crime de corrupção ativa e um crime de branqueamento.

Álvaro Amaro e Luís Tadeu Marques são acusados de um crime de prevaricação, Hermínio Rodrigues de prevaricação e participação económica e o ex-presidente da Câmara de Trancoso, Júlio Sarmento, de prevaricação, participação económica, corrupção passiva e branqueamento.

A agência Lusa tentou hoje contactar Júlio Sarmento e Álvaro Amaro, mas não foi possível. Tópicos Trancoso Alcobaça Sabugal Gouveia , Câa Gouveia Tadeu , Câa Alcobaça Hermínio , MRG , PPP , Franca , Sarmento

Quer partilhar este artigo?

cancelar pub

pulse-icon

Direto Mundo| COVID-1910 min.

Covid-19. A situação ao minuto do novo coronavírus no país e no mundo

por RTP

Quer partilhar este artigo?

cancelar

Pedro A. Pina – RTP

Acompanhamos aqui todos os desenvolvimentos sobre a propagação do novo coronavírus à escala internacional. Siga em Direto PUB Eurodeputado do PSD Álvaro Amaro entre os nove acusados de prevaricação em PPP Covid-19. A situação ao minuto do novo coronavírus no país e no mundoPUB

The Lancet. Hidroxicloroquina não ajuda a tratar covid-19, muito pelo contrário Covid-19. Protocolos para os aviões não são infalíveis mas risco foi ponderado, afirma DGS Valor a injetar na TAP deve rondar os mil milhões de euros Sexta às 9. GNR gastou mais de 112 mil euros em duas obras consideradas desnecessárias Jerónimo contra ideia de estarmos “todos no mesmo barco” PCP propõe nacionalização do Novo Banco Covid-19. Cerca de 80 milhões de bebés em risco de falhar vacinação Calma e descontração sueca. A estratégia de “laissez-faire” contra um coronavírus à solta Entrada no Reino Unido vai implicar duas semanas de quarentena Maioria dos passageiros opta por quarentena voluntária em hotel nos Açores Autoridade dos Açores justifica quarentena para médicos com defesa da saúde pública Eurodeputado do PSD Álvaro Amaro entre os nove acusados de prevaricação em PPP Covid-19. “Lay-off” simplificado poderá ser adaptado à atual fase da retoma da atividade Calor trouxe mais gente para restaurantes junto à praia Covid-19. Quase 8 mil doentes já recuperaram em Portugal Homem alcoolizado ataca urso no Zoo de Varsóvia Covid-19. Bolsonaro diz que o pavor mata mais do que a doença Combustíveis vão ficar mais caros na próxima semana Foram detetadas mais 11 pessoas na Azambuja com covid-19 CDS insiste na proposta de ser o PR a nomear governador do BdP Emergência alimentar. Catarina Martins pede resposta reforçada Avião com 99 pessoas a bordo despenha-se no sul do Paquistão Polícia saudita fez desaparecer familiares de exilado para obrigá-lo a regressar Investigadora da ONU diz que perdão dos filhos a assassinos de Khashoggi é farsa Fotografia mostra Trump com máscara em visita a fábrica da Ford

RTP

Notícias Siga-nos

  1. Áreas

  2. Desporto

  3. País

  4. Mundo

  5. Política

  6. Economia

  7. Cultura

  8. Toda a informação no seu email

  9. O Essencial da manhã

  10. O Essencial

  11. Instale a aplicação RTP Notícias

  12. Disponível gratuitamente para IOS e Android

Siga-nos

Política de privacidade| Termos e condições| Publicidade © RTP, Rádio e Televisão de Portugal 2020

21

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O plano de outra entidade

Os inimigos da pátria, Álvaro Cunhal e Mário Soares conseguiram os seus intentos, o comunismo em Portugal. Os lugares de Estado ocupados por residentes desses partidos manipulam os dados, tornando fal

 
314422